google.com, pub-6314562266237699, DIRECT, f08c47fec0942fa0

Esfiha árabe Simplesmente Deliciosa

Esfiha árabe Simplesmente Deliciosa. Em primeiro lugar, olha aí mais uma receita de salgado assado caseiro para aí na sua casa!

Acima de tudo essas esfihas são sucesso total: super saborosas, fáceis de fazer e ótimas para congelar. 

Desse modo, quem acha que precisa de um curso para aprender a fazer esfiha ainda não conheceu esta receita de esfiha fácil

Assim confira abaixo tudo o que você precisa saber para fazer essa delícia árabe passo a passo!

Ingredientes para Esfiha árabe Simplesmente Deliciosa

Para o recheio

1 e ½ copo (americano) de cebola ralada

Um e ½ copo (americano) de tomate sem semente bem picado

¼ de copo (americano) de suco de limão (50mL)

Um e ½ colher de chá rasa de sal

½ colher de chá rasa de pimenta-do-reino

250g de carne moída (utilize cortes magros)

¼ de colher de chá de pimenta-síria

Meia colher de sopa rasa de folhas de hortelã picadas

Para a massa

2 e ¼ copos (americano) de farinha de trigo

½ sachê de fermento biológico seco

3 colheres de sopa rasas de açúcar

½ colher de chá rasa de sal

2 colheres de sopa de manteiga

1 colher de sopa de óleo

¾ de copo (americano) de água (150mL)

Modo de preparo para Esfiha árabe Simplesmente Deliciosa

Do recheio

Em primeiro lugar em uma tigela, adicione todos os ingredientes do recheio e misture bem.

Logo após cubra com plástico filme e reserve.

Da massa

Em seguida em uma tigela, coloque a farinha de trigo, o fermento, o açúcar, o sal, a manteiga, o óleo e a água. Desse modo misture bem.

Logo depois, quando desgrudar das mãos, passe a massa para uma bancada enfarinhada e amasse até que a massa esteja lisa e homogênea.

Assim retorne à tigela, cubra e deixe descansar até dobrar de volume.

Em seguida, porcione a massa em bolinhas de aproximadamente 25g.

Dessa forma acomode as bolinhas numa forma e deixe descansar novamente, até dobrar de volume (por volta de 25 minutos).

Enquanto isso, pegue o recheio e pressione firmemente com as mãos para retirar o excesso de líquido.

Assim, achate as bolinhas, deixando em formato de disco, e preencha uniformemente com o recheio para fazer a esfiha aberta.

Desse modo, para a esfiha fechada, abra a bolinha de massa com um rolo, coloque o recheio no meio e feche ligando três lados da massa, deixando em formato triangular.

Em seguida, coloque numa assadeira polvilhada com fubá e deixe descansar novamente por mais alguns minutos.

Logo após, asse em forno quente, entre 250 e 300°C, por aproximadamente 10 minutos.

Dessa forma, agora é só se deliciar com essas incríveis esfihas!

Mais Informação sobre o Artigo

Acima de tudo, a esfiha é uma iguaria popular da culinária árabe, com uma massa fina e recheios variados. 

Assim, a sua história remonta aos tempos antigos, em que os pastéis de carne eram comuns nas mesas dos povos da Mesopotâmia.

Com o tempo, a receita foi sendo aprimorada e difundida pelos árabes, que a levaram para diferentes partes do mundo, incluindo o Brasil. 

Neste artigo, vamos contar a história completa da esfiha árabe, destacando suas principais características e curiosidades.

A Origem da Esfiha:

A esfiha tem sua origem na antiga Mesopotâmia, região situada entre os rios Tigre e Eufrates, onde o povo assírio e babilônico já preparava um tipo de pastel recheado com carne.

 Com a expansão do Império Otomano, a receita chegou ao Líbano e Síria, onde se popularizou. 

Foi a partir do século XIX que a esfiha começou a ser servida em estabelecimentos especializados em comida árabe.

Os tipos de esfiha:

A esfiha é uma iguaria versátil, com diversos tipos de recheios. Os sabores mais comuns são carne, queijo, frango e zaatar (mistura de temperos comum na culinária árabe). 

No entanto, existem variações regionais, como a esfiha de coalhada seca, típica do Líbano, e a esfiha de carne de cordeiro, muito consumida na Síria.

A Esfiha no Brasil:

A esfiha chegou ao Brasil por meio da imigração árabe, que começou no final do século XIX. 

Os primeiros imigrantes se estabeleceram principalmente em São Paulo e, aos poucos, foram abrindo restaurantes e casas especializadas em comida árabe. 

Foi assim que a esfiha se popularizou no país e passou a ser consumida em todo o território nacional.

A Receita da Esfiha:

A receita da esfiha é relativamente simples e pode ser preparada em casa. 

A massa é feita com farinha de trigo, água, açúcar, sal e fermento biológico. 

Já o recheio pode ser de carne moída, queijo, frango desfiado, entre outros ingredientes. 

A esfiha é assada em forno pré-aquecido a uma temperatura alta e deve ser consumida quente.

Curiosidades sobre a Esfiha:

Além de ser uma iguaria deliciosa, a esfiha também possui curiosidades interessantes. 

Uma delas é que, no Líbano, é comum consumi-la com limão, que ajuda a realçar o sabor do recheio. 

Outra curiosidade é que a esfiha é tão popular no Brasil que existe até uma rede de fast-food especializada em vendê-la.

Conclusão:

A esfiha é uma iguaria árabe que conquistou o mundo com sua massa fina e recheios deliciosos. 

Com sua origem na antiga Mesopotâmia, a receita foi aprimorada e difundida pelos árabes, tornando-se uma das comidas mais populares da culinária árabe. 

No Brasil, a esfiha se popularizou por meio da imigração árabe e hoje é consumida em todo o país, seja em estabelecimentos especializados ou em receitas caseiras. 

Com diversas variações de recheio, a esfiha agrada a todos os gostos e é uma ótima opção para uma refeição rápida e saborosa.

No próximo artigo, vamos falar sobre a receita da esfiha e dar dicas de como prepará-la em casa, desde a massa até o recheio. 

Também vamos apresentar algumas variações regionais da esfiha e como elas são preparadas. Fique ligado!

Este blog utiliza cookies para garantir uma melhor experiência. Se você continuar assumiremos que você está satisfeito com ele.